O PODER DA VIDA

A segunda parte da passagem que me inspirou a escrever esse livro: "A morte e a vida estão no poder da língua" (Pv 18.21) -, é a que eu mais gosto. A vida está no poder da sua língua, se você a usar da maneira correta. Jó entendeu claramente esse princípio e não tropeçou com as suas palavras, mesmo quando foi desafiado pela esposa: '"Você ainda mantém a sua integridade? Amaldiçoe a Deus, e morra!' Ele respondeu: 'Você fala como uma insensata. Aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal?' Em tudo isso Jó não pecou com seus lábios" (Jó 2.9, 10 - NVI).
Jó não somente evitou o pecado com o que disse nesse confronto, mas também quando conversou com seus três supostos amigos. Ele soube usar a sua língua para trazer vida, pois de acordo com o que falou - e deixou de falar - mais uma vez foi grandemente abençoado por Deus e prosperou abundantemente.
Jó é até citado no livro de Tiago como um exemplo de finais felizes, por causa da maneira que se comportou quando enfrentou a adversidade. Ele foi muito sábio em usar a sua boca como uma arma de vida. Foi determinado em manter a sua boca reta. Ele mesmo disse: "Enquanto eu tiver vida em mim, o sopro de Deus em minhas narinas, meus lábios não falarão maldade, e minha língua não proferirá nada que seja falso" (Jó 27.3, 4 - NVI).
Você tem na ponta da sua língua um poder maravilhoso de abençoar e vivificar todos à sua volta. Nossas palavras têm mais poder do que muitas vezes imaginamos.

PALAVRAS QUE TRANSFORMAM VIDAS
Um amigo me contou uma história eletrizante sobre o poder das palavras para dar vida. E sobre a sua conversão, Na época, vivia uma vida maluca, usava drogas, bebia demais e era mulherengo. Estava num bar quando, de repente, um rapaz entrou, olhou diretamente para ele e disse: "Jesus te ama, e quer te salvar". Como na época era estourado e violento, respondeu: "Cale sua boca, não quero ouvir você".
Mas o rapaz falou novamente: "Jesus te ama, e quer te salvar". Dessa vez, ele ameaçou o jovem, dizendo: "Se você não parar de falar isso, vou arrebentá-lo". Quando o rapaz repetiu pela terceira vez: "Jesus te ama, e quer te salvar", meu amigo não agüentou, deu um soco bem no rosto do evangelista e, em seguida, saiu do bar deixando-o caído no chão com a face coberta de sangue.
Mas aquelas palavras tinham poder! Ele não conseguiu esquecê-las, por mais que tentasse, de todo jeito, nos dias seguintes. Ia dormir ouvindo aquelas palavras e acordava de manhã ainda com elas na mente. O que pensava que eram meras palavras irritantes tinham um poder maior do que jamais tinha imaginado. No terceiro dia após o incidente não conseguiu resistir mais. Caiu de joelhos, sozinho no seu apartamento, e aceitou a Jesus como seu Salvador com muitas lágrimas e arrependimento sincero. Jamais encontrou novamente aquele rapaz que pregou para ele. Mas as suas palavras continham o poder de vida, mesmo que só descubra o que provocaram quando estiver no céu!

PALAVRAS QUE RESSUSCITAM
Existe um poder sobrenatural para dar vida que pode ser liberado através das nossas palavras. Jesus usou esse poder quando Lázaro faleceu. Todos diziam que o caso não tinha mais solução. Eles garantiram que se Jesus estivesse lá, Lázaro não teria morrido. Mas na concepção deles, agora era tarde demais. Porém, apesar de já ter passado quatro dias, Jesus foi ao túmulo e ordenou que o defunto ressuscitasse. Com a sua ordem até a morte teve que ceder lugar à vida.
Outro amigo meu, Scott Hamilton, me contou a incrível história da sua tia, quando ela ainda era criança. Ela ficou doente e, depois de alguns dias, não resistiu e morreu. Na época, era a própria família que preparava o cadáver para o enterro. Eles já tinham arrumado a menina, colocado a sua melhor roupa, penteado seu cabelo e lavado seu rosto.
Quando sua avó entrou em casa e viu a neta morta, exclamou: "Não posso aceitar isso!" Então, pegou o corpo - já frio - de sua neta nos braços, e levou para fora, enquanto pronunciava palavras de vida e ressurreição, clamando a Deus para que fizesse um milagre naquele momento.
Após sentir que o milagre estava selado, levou a neta novamente para o quarto e deitou-a sobre a cama. Assim que o corpo tocou o leito, a menina voltou a respirar e levantou-se ressurreta! As palavras daquela avózinha foram impregnadas de fé e trouxeram a vida de sua neta de volta. Hoje, a tia de Scott é esposa de pastor e junto com seu marido já fundou diversas igrejas. Palavras têm verdadeiramente o poder de vida!
Há uma promessa no livro de Salmos que é uma das minhas favoritas: "Quem de vocês quer amar a vida e deseja ver dias felizes? Guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade" (Sl 34.12, 13 - NVI). Davi está claramente imputando para a língua o poder de nos trazer uma vida feliz se a usarmos da maneira correta.
Esse livro mostrou uma revelação poderosa sobre o poder das nossas palavras. Porém, enquanto isso for apenas conhecimento, não fará muita diferença. Agora você precisa planejar passos específicos para colocá-lo em ação na sua realidade e ver as mudanças incomparáveis que trará.
Leia esse livro mais de uma vez, quantas vezes forem necessárias, para que essas verdades penetrem em cada canto do seu coração. Cada vez que você o ler, mais da luz dessas verdades irá transformar sua forma de falar. Essas mudanças, por sua vez, trarão uma nova unção e presença de Deus, liberando você para subir num nível mais alto das maravilhas do Senhor.
Desafio você a colocar em prática, a partir de agora, o que tem aprendido nesse livro. Com certeza, por meio do que você fala, poderá evitar tragédias e calamidades e liberar o poder de Deus para fazer milagres como jamais experimentou. Sua vida nunca mais será a mesma.

0 comentários:

Enviar um comentário